Paris: Livraria Shakespeare and Company

img_1445

Paris: Livraria Shakespeare and Company

paris shakespeare and company

É a terceira vez que venho a Paris, mas é a primeira que entro na Shakespeare and Company, considerada por muitos críticos e leitores a livraria mais charmosa do mundo.

O espaço foi fundado em 1919 pela livreira e editora Sylvia Beach numa ruela da Rive Gauche e tornou-se o epicentro da agitação cultural dos anos 20 e 30.

Nomes da literatura mundial como James Joyce, Hemingway, Fitzgerald e Gertrude Stein, além de personalidades do cinema e da música, fizeram da Shakespeare and Company o endereço da criatividade no período entre as duas guerras mundiais.

Mais que uma livraria, o lugar é uma biblioteca e até hoje um refúgio para aqueles que estão com os bolsos vazios. Em troca de um pouco de trabalho no caixa ou algumas hora de faxina, os escritores podem dormir em camas armadas entres milhares de livros empoeirados. Calcula-se que mais de 40 mil já o fizeram.

Entre eles os escritores beats Allen Ginsberg, William Burroughs e Gregory Corso, além do romancista Henry Miller e de Anaïs Nin.

paris Shakespeare and Company

Para completar, um piano

A livraria abriga raridades, como manuscritos de escritores célebres, as autobiografias de cada uma das centenas de pessoas que ali se hospedaram e parte da biblioteca pessoal de Graham Greene, que o proprietário arrematou na ocasião da morte do escritor.

No andar térreo estão os livros a venda.

Shakespeare and Company edu

No primeiro andar, depois de subir por uma escadinha de madeira milenar e estreitíssima, a gente dá de cara com uma sala abarrotada de obras que são apenas para consulta.

apris Shakespeare and Company

Fotos nas paredes, bilhetes e um estranho cubículo de madeira, envolto em tecido, que abriga uma mesinha, uma cadeira e uma velha máquina de escrever.

Alem, é claro, de um convite para que a gente deixe um verso.

paris Shakespeare and Company

Lema da livraria

Ah, para os cinéfilos, uma informação: é na Shakespeare and Company que começa o filme Antes do Pôr do Sol, com Ethan Hawke e Julie Delpy.(…).

Espie a sequencia AQUI. A livraria aparece depois de um minuto e pouco de filme.

Para quem quiser ler mais sobre este espaço, deixo a sugestão do livro  “Shakespeare and Company – Uma livraria na Paris do entre-guerras”, de Sylvia Beach, editado no Brasil pela Casa da Palavra.

 

10 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *