Buenos Aires: onde até o metrô é tangueiro!

Ontem saiu a terceira coluna do Quintas de Tango no BsAs4u. 

O tema é o metrô de Buenos Aireso mais antigo da América Latina, inaugurado em 1913, e que está cheio de homenagens ao ritmo que mais identifica a cidade: o tango.

O “subte”, como é chamado, tem referências ao ritmo em diversas de suas seis linhas, mas vou me concentrar na mais nova, a Linha H (amarela), conhecida com o “Passeio do Tango”.

Cliquem em BsAs4U para ler o texto completo.

Abaixo, outras linhas que possuem referências tangueiras:

metro de buenos aires

Adoro esta série do Sábat

Metro de buenos aires

Hermenegildo Sábat

 

Linha A: Atentos ao túnel combinatório entre as estações Peru (A) e Avenida de Mayo (Linha C). São três pecas realizadas em 2000 por Hermenegildo Sábat, de temática tangueira.

Linha B: Na  estação Carlos Gardel há pelo menos quatro murais “tangueiros”. No vestíbulo há uma obra de Carlos Páez Vilaró, de temática gardeliana, e um filete realizado por León Untroib, e ainda duas obras de Andrés Compagnucci.

metro de buenos aires

Carlos Gardel também é o nome de uma estação

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *