Vinhos: o que aprendi no Anuva WineTasting

DSC_6962

Faça uma degustação com a Anuva Wines e aprenda as diferenças entre as principais cepas vendidas na Argentina.

wine-lovers-quotes-i-drink-wine-because-i-deserve-it-2012

Com moderação, sempre!

Nestes cinco anos (quase seis) que estou na Argentina, raras vezes aprendi tantas coisas práticas sobre a produção e degustação de vinhos no país como no evento que promove a Anuva Wines.

Há meses a empresa vem convidando todos os blogs brasileiros para conhecer o seu trabalho, especialmente em função do crescimento do mercado brazuca, cada vez mais entendido e comprador de vinhos.

Como fui convidada para outras degustações este mês, ia colocar todas no mesmo post. Mas depois vi que era injusto, porque a Anuva é disparada a melhor. Ou seja, embora este seja um post que chamamos no meio blogueiro de “patrocinado”, porque um convite, está indicado no blog porque é realmente muito bom.

A degustação que eles oferecem não é nem pretensiosa, nem cansativa, nem formal demais. Foi pensada para gente que gosta de vinho e quer aprender uma pouco mais sobre eles. Outra coisa, tem repeteco! Não é aquela mini provinha. Gostou, pode pedir uma segunda taça.

vinhos argentinos anuva

A degustação começa com um espumante fresquinho e termina com um vinho super complexo, de produção de apenas 6.000 garrafas

Em linhas gerais, eles oferecem uma degustação que inclui a descoberta de cinco vinhos argentinos exclusivos, que não são vendidos nos supermercados e nos freeshops, e cinco tapas bem portenhas que acompanham cada bebida.

Mas é bem mais do que isso.

Rola muita informação bacana e a Cara Lester, a sommelier que coordena a degustação, simplesmente SABE do que tá falando e tem paciência para responder Todas as perguntas, até as mais absurdas (sim, tem muita!).

O evento é todo em inglês, ou em espanhol ou português sob demanda ou grupos.

ALGUMAS DESCOBERTAS INTERESSANTES

17/02/04hom extra brut 2003Foto: Ignacio blanco

Foto: Ignacio blanco

Como identificar um bom espumante

Uma das coisas que não sabia era como identificar um bom espumante. Pois bem, agora já sei: quanto menores e mais numerosas as borbulhas, melhor! Poucas bolinhas, esquece…

Alem disso, elas devem ascender uma única direção. Se saírem enlouquecidas para todos os lados como nos refrigerantes é sinal de que você vai ter dor de cabeça no dia seguinte!

Outra coisa, é a quantidade de açúcar que diferencia um Extra Brut (0g a 6g de açúcar por litro) de um Brut  (6g a 15g), de um Seco (15g a 20g), de um Demi-Sec (20g a 60g) e de Doce (mais de 60g de açúcar por litro). Não sabia.

Agora, o pior de todo: não se deve colocar o espumante no congelador! Todo mundo já fez isso, né? A pressão contida na garrafa pode fazer com que ela exploda. A forma correta e segura de servir é colocar a garrafa de espumante em um balde de gelo com água, para melhor distribuir a temperatura, de trinta a quarenta minutos antes do brinde.

O QUE A GENTE DEGUSTOU: Hom Sparkling White -Cava La Carmela ( 70% chardonnay e 30% chenin blanc), que não é a combinação mais comum de espumantes, que são quase sempre uma combinação de chardonnay, pinot noir e pinot meunier.  Tô ficando metida!! Custa 20 dólares e é da região de Lujan de Cuyo (Mendoza).

TORRONTÉS, DNI 100% ARGENTINO

anuva Safra 2013

Safra 2013

Da próxima vez que você vier à Argentina, dê um descanso ao Malbec e prove um  Torrontés, que é a única cepa 100% nacional e só é produzida aqui – uma “cruza” de moscato e criolla!

É um vinho branco, bem frutado, mas ao mesmo tempo seco.

O Valle de Cafayate, em Salta, ao norte do país, está ganhando uma forte reputação no mundo graças ao cultivo desta variedade. Essa zona possui um microclima especial. Os vinhedos atingem altitudes de 3.000 m e a chuva é muito escassa, permitindo um desenvolvimento excepcional da videira.

Importante: é bom  beber o vinho o Torrontés  jovem (em seu ano de elaboração), já que o tempo não o beneficia!

O QUE A GENTE DEGUSTOU: Um Laborum, da região de Cafayate. Preço: 20 dólares.

 

anuva vnhos argentinos

A Maíra e o André Lopes, que vieram correr uma maratona e depois se jogaram nos vinhos!!

 

BONARDA, “the secret grape”!

A Bonarda já é a segunda cepa mais importante do país, com quase 20 mil hectares plantados, mas ainda é uma desconhecida dos brasileiros! Antigamente, era utilizada para fazer vinhos de baixa qualidade, especialmente nos anos 70. Mas hoje é uma cepa top. O que a gente provou é envelhecido seis meses em barris de carvalho e tem uma produção de 15.000 garrafas apenas!

O QUE A GENTE DEGUSTOU: um Mairena Bonarda, da regiao de Mendoza. Preço: 25 dólares 

NEM TODO O MALBEC É IGUAL!

Malbec é sinônimo de Argentina, mas nem todo o Malbec é igual e a gente pode comprovar isso degustando dois vinhosm muito diferentes. O primeiro foi um San Gimignano Roble (da região de Maipu – Mendoza), envelhecido 12 meses em barris de carvalho francês e americano e mais seis meses em garrafa na bodega. Depois, um Carinae Finca Deneza, envelhecido somente em barris de carvaho francês e de uma produção limitadíssima de 6.000 garrafas! Completamente diferente um do outro!

O QUE A GENTE DEGUSTOU: um San Gimignano Roble e Carinae Finca Deneza. Preço: 20 e 39 dólares, respectivamente

Entenda as regiões produtoras

Norte – Salta, Catamarca e Tucumán; aqui estão os vinhedos de maior altitude da Argentina.

Cuyo – Mendoza, San Juan e La Rioja; você provavelmente bebeu um malbec desta região, por aqui são produzidos 80% dos vinhos do país, sendo Mendoza a principal estrela.

Patagonia – Neuquém, Río Negro e La Pampa; os vinhedos mais ao sul do planeta são próprios para caldos mais delicados, tanto de brancas como sauvignon blanc como as tintas pinot noir e refinados malbec.

 

 

Mapa-del-Vino

O Mapa do Vinho!

 

 

Anuva Wines

Como reservar? Através do site da Anuva Wines. As degustações são em inglês! Para degustações em espanhol, pedir com antecipação pelo email information@anuvawines.com.

Valor: U$ 52 doláres, pagamento com cartão de crédito.

O que inclui? Degustação de 5 vinhos de produção limitada de bodegas boutiques e  5 pequenos acompanhamentos para cada um deles.

Duração: 1h30min – 2h.

 

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *