Milongas para dançar com música ao vivo neste inverno*

A chegada do friozinho pede milongas em lugares fechados, com todo mundo perto e quentinho. E se tiver música ao vivo então, melhor ainda!  Abaixo, a minha seleção de lugares para aproveitar o “cobertor de orelha” argentino, que é o tango, e não ficar em casa nem um dia da semana neste inverno!

Milongas com música ao vivo

 

DOMINGO – CENTRO CULTURAL TORQUATO TASSO, em San Telmo. Neste lugar você pode curtir a emoção de ouvir uma orquestra típica de verdade, com bandoneón, violino, violãocelo, contrabaixo, piano, guitarra. Dois grupos se revezam aos domingos no Torquato Tasso: a Orquestra Rascacielos e  Quinteto Varietal, a partir das 22h. Outras informações no site oficial.

SEGUNDA (e quartas) – MALDITA MILONGA, em San Telmo. Um dos meus lugares preferidos, principalmente porque é a casa de uma orquestra ótima, chamada El Afronte. Entrada a 40 pesos (que dá direito a classe de tango com a ótima Laura Heredia). Aulas às 21h e milonga a partir das 22h. Importante: a orquestra toca cedo, pelas 23h. Outra boa dica para segunda é a MILONGA DEL VINILO, no café Vinilo, com a ORQUESTRA VICTORIA (foto que abre o post)

TERÇA – A dica neste dia é uma milonga recente, mas que vem pegando fogo! Chama-se BICHITO TANGO, também em San Telmo. Gente jovem e excelente nível de baile. Eles não têm orquestra, mas sempre há um duo, um trio, uma galera que faz um barulinho bom. Super recomendo a milonga do Devin!

milongas-com-música-ao-vivo-bichito.jpg

Foto Lucia Rinaldi

QUARTA – ZONA TANGO, em Almagro – Todas as quartas-feiras, Fernando Bietti abre as portas de sua própria casa para uma milonga que já é um clássico. Salas e pátio viram salão de baile, com direito a música ao vivo e projeções de filmes nas paredes dos prédios ao lado. Frequentada especialmente pelos alunos do Centro Educativo de Tango de Buenos Aires (CETBA), onde eu estudo. Ambiente super informal. Vinho, empanadas e Fernet!

milongas-música-vivo-laureles.jpg

Rumbo al Sur

QUINTA – MILONGA RUMBO AL SUR EM LOS LAURELES, Barracas – Nas quintas, entre as milongas com música ao vivo destaco a Los Laureles. Não é orquestra, porque o espaço é pequeno, mas rola viola e bandoneon.

Este lugar é precioso, um casarão antigo de Barracas que data de 1893. Além da excelente programação de tango, tem boa comida e decoração charmosa. Aos sábados, rola também  a “milonga empastada”, animada somente com discos de vinil.

O ar de “arrabal” se completa com o tradicional piso portenho, preto e branco, lembrando um tabuleiro de xadrez, e a iluminação meio amarela, de farol antigo. Ah, foi cenário do filme Fermin, lançado em maio de 2014.

SEXTA –  LA VIRUTA, em Palermo – Um clássico de Buenos Aires, uma espécie de “discoteca” de tango! Excelentes orquestras na sexta-feira, que você pode conferir na agenda.

A entrada inclui uma aula – os grupos são divididos em seis níveis e há classes oara quem nunca deu um passo. O bom desse espaço é que se você não sabe dançar muito bem dá para treinar lá no meio da pista que ninguém vê.

Tem uma hora da noite que toca outros ritmos, como salsa e rock, e para quem fica até de manhã tem café e medialunas antes de ir para casa.

milongas-com-música-ao-vivo-laviruta.jpg

La Viruta

SÁBADO – LA MILONGA DEL MORAN – Esta é uma milonga fora do circuitão, mas que merece ser visitada. Acontece no terceiro sábado de cada mês e sempre tem apresentação de bailarinos renomados e umas orquestras de matar! Fica em Pedro Moran, 2446.

DOMINGO – LA DOMILONGA, em San Telmo – Esta milonga, de ambiente super informal, tem um excelente nível de baile.  Sempre tem música ao vivo, que troca a cada semana. Confiram a agenda na página de facebook.

* COLUNA QUINTA DE TANGO, PUBLICADA NO BLOG BsAS4U.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *