Novo xodó: La Flor de Barracas

Bar histórico com mais de 100 anos, vizinho da Pasaje Lanin, o La Flor de Barracas foi totalmente restaurado e é um dos novos pontos de gastronomia e cultura do sul da cidade de Buenos Aires.

La Flor de Barracas

Fotos Gisele Teixeira

La Flor de Barracas cartaz

Sim, as diferenças são enormes!

Primeiro o La Flor de Barracas me ganhou com uma frase: están los cafes para llevar, y están los Cafés para quedarse. La diferencia es mayúscula!

Depois, me encantou por todos os outros atrativos que oferece, que não poucos.

É um bar histórico, com atmosfera de bairro, bom atendimento e excelente gastronomia. Oferece ainda uma programação cultural cuidadosa, com lançamento de livros, projeção de filmes e mostras de fotografia.

[headline]

Para completar, só toca música rio-platense e ainda tem uma biblioteca.

[/headline]

E mais: guarda ainda um segredo que vou contar para vocês. Lá no fundo tem uma portinha que se comunica com a Peluqueria La Linda, de uma sueca (chamada Linda, claro). Ou seja, além de tomar um café, dá para fazer barba – cabelo – bigode! Mas tem que marcar hora, e obviamente que não pode ser de madrugada!

Um canto que é a cara de Buenos Aires, cosmopolita e surpreendente.

La Flor de Barracas detalhe

Fomos comemorar meu aniversário, a dois.

La Flor de Barracas

Fotos feitas com celular. Ao vivo é ainda mais lindo

Quem me convidou para descobrir o lugar foi o Carlos Cantini, responsável pela remodelação do espaço e proprietário do Café Contado, um blog exclusivo sobre os cafés da cidade, que super recomendo aos leitores do Aquí me Quedo.

O La Flor fica em Barracas, a passos da Pasaje Lanin (a rua decorada com mosaicos pelo artista plástico Marino Santa Maria), no caminho dos outlets e do Centro Metropolitano de Diseño. Quem estiver pelo bairro, pode visitar ainda a igreja San Felicitas e, se for de noite, fechar com uma milonga nos Los Laureles – outro queridinho aqui do blog.

[headline]Agosto é o mês “do bairro” e do mundial de Tango, que acontece no vizinho La Boca, uma boa oportunidade para conhecer Barracas. [/headline]

Diz a lenda que o La Flor de Barracas nasceu no fim do século XIX (1897), mas a documentação encontrada data de 1906. Na verdade, não importa! O que vale é que resistiu ao tempo e está firme, a nos seduzir. É um autentico café de esquina, com janelões estilo “guilhotina”, bar de madeira e piso original.

Pela manhã, o público é de estudantes e professores (fica em frente à uma escola); ao meio-dia, com almoço executivo bem de “bogedón”, a 90 pesos, atrai os trabalhores do bairro e, à noite, é perfeito para ir a dois, com menú um pouco mais sofisticado.

La Flor de Barracas pátio

Pátio Arolas, pedida para o verão

La Flor de Barracas gastronomia

De dia a comida é bem de bodegón. De noite, mais sofisticada.

Além do bar, tem ainda uma área semi-coberta, perfeita para o verão, chamada Pátio Arolas, em homenagem ao célebre bandoneonista, que vivia a passos dali, na rua Vieytes. Um terceiro espaço, batizado de Salón Villoldo, também faz homenagem a outro tangueiro ilustre e vizinho, Ángel Villoldo.

Abre de segunda a quinta, das 7h às 19h. Sábados e domingos não tem hora para fechar.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *