Tche Tango: sapatos de tango com design brazuca

tche tango sapatos de tango

O nome já dá uma pista: o Tche Tango Shoes é um sapato de tango gaúcho, mas feito para as milongueiras do Brasil inteiro.

 

Tche Tango Modelos de sapatos de tango

Todas as fotos são de divulgação da marca

 

O Aqui me Quedo fez uma entrevista com a Mariana Casagrande, bailarina e uma das proprietárias da marca de sapatos de tango chamada  Tche Tango Shoes, ao lado de Daniel Oviedo. Um calçado com numeração brasileira, desenhado de acordo com o gosto das bailarinas do país e produzido por gente que entende do assunto!  A dupla mantém ainda uma escola em Porto Alegre,  que leva o mesmo nome, e um blog bem bacana sobre a dança.

mariana casagrande

Em ação!

Como nasceu esta ideia e qual é o conceito da marca?

O Brasil carecia de produtos de design e qualidade. Até então, só se conseguia sapatos de tango com modelos muito antigos e de qualidade inferior aos modelos portenhos que, desde o ano 2000, se modernizaram e se profissionalizaram muito. Primeiro tentamos trazer os sapatos de Buenos Aires mas, pelas taxas de importação, a ideia ficou insustentável. No ano passado, um empresário de calçados de São Paulo nos telefonou, para que a gente colocasse nosso nome em alguns modelos de seus sapatos de dança, em função do respeito que a comunidade tangueira tem pelo nosso trabalho. Então voltamos a sonhar com a entrada no mundo dos calçados, mas com uma marca nossa. Assim nasceu a Tche Tango Shoes.

Onde o sapato é produzido e como é produção, por demanda? 

A empresa que os produz é do Rio Grande do Sul, super renomada no mercado internacional. A gente faz reuniões permanentes com eles, para chegar a um ideal de qualidade para a dança, já que um sapato social não tem as mesmas características as de um sapato para bailar. Como estamos começando, a produção é ainda um pouco artesanal, de acordo com a demanda que nosso público alvo procura e gosta. Mas, sinceramente, estamos assombrados pela aceitação do produto. Em pouco tempo duplicamos os pedidos e já estamos enviando para o Brasil todo, e vendendo especialmente em Congressos e locais aonde trabalhamos. Atualmente, muitas escolas e pessoas ligadas à dança têm nos procurado para fazer parcerias, o que estamos avaliando com muito carinho.

tche tango sapatos de tango

Bem alto, como gostam as brasileiras!

 

 

Quem desenha os modelos?

Os modelos são desenhados por mim, em conjunto com a empresa, pois são muito importantes as adaptações necessárias para a dança. Estudamos muito os modelos, para depois adaptá-los, seja por combinações de cores, materiais e ajustes de desenho. Enquanto eu faço o desenho, o Daniel cuida da divulgação e logística, de forma que agora estamos fazendo uma parceria completa, como em nossa carreira. Os nossos sapatos são as nossas novas coreografias.

tche tango sapatos de tango

Pretinho básico

Tem alguma diferença entre o sapato brasileiro e o argentino?

Tem sim, pelo menos três. A primeira é a numeração, já que em Buenos Aires a forma dos sapatos é um pouco maior. Outra preocupação é a estabilidade dos sapatos –  queremos que os nosso modelos sejam mais estáveis, especialmente para aumentar a confiança das dançarinas que estão entrando para o mundo da dança. Por fim, o nosso salto tem um desenho especial, que ajuda a manter o equilíbrio mais no calcanhar, coisa que na prática tem sido muito elogiado. Levar o peso todo para o metatarso, sem um preparo técnico, faz com que as milongueiras se queixem muito de dores nos pés e formação de joanetes.

Qual é o preço dos sapatos de tango?

Em torno de R$ 300, dependendo do modelo e cor. Ou seja, mais econômicos que os argentinos! Para adquirir nossos modelos é só acessar nosso site www.tchetango.com.br.  Se há numeração e modelo disponível, a gente entrega em uma semana.

Mais do que uma empresa, estamos muito felizes por aportar ao Tango no Brasil. Depois de quase 10 anos morando fora do meu país e viajando pelo mundo todo decidimos com o meu marido apostar no Brasil, porque é um país com muito à crescer. Temos certeza que daqui à alguns anos seremos reconhecidos como um país onde o tango será de qualidade e respeito, assim como em muitos países do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *