Buenos Aires Gay: 10 dicas pra ser feliz

buenos aires gay bandera

A capital argentina foi eleita por 200 líderes da comunidade LGBTI como a melhor cidade da América Latina para o turismo gay, por seu respeito à diversidade sexual.

 

Buenos Aires Gay

Sinais de trânsito foram modificados durante o Festival Diversa.

Buenos Aires Gay: a eleição foi durante a terceira edição do festival Buenos Aires Diversa, que se soma ao calendário de eventos da cidade, que tem ainda tem o Festival de Cinema Asterisco (1 a 6 de novembro), o Festival de Tango Queer (14 a 20 de novembro) e a Marcha do Orgulho LGBTIQ (em novembro).

Mas o que é que Buenos Aires tem?

Respeito – Segundo Pablo De Luca, presidente da  Câmara de Comercio Gay Lésbica da Argentina, entre as vantagens da cidade está o fato de que aqui não se fala mais de “tolerância” “La tolerancia implica una situación de alguien más arriba del otro. Y aquí estamos hablando de personas que son iguales. Es una sociedad muy respetuosa y eso se percibe”, disse em uma entrevista à CNN em Espanhol.

Ausência de guetos – As pessoas da comunidade LGBT estão por toda a cidade e não em guetos gays, como o Les Marais, en Paris; Chueca, em Madrid, o Chapinero, em Bogotá. “En Argentina no hay un barrio rosa que nos represente”.gay

Leis – A  Argentina é um país que reconhece ampliamente os direitos das minorias sexuais. Entre as leis aprovadas estão o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo, em 2010; a adoção de bebês por casais LGBT; a mudança de gênero em documentos de identidade e, mais recentemente, em 2015, a Câmara de Deputados da província de Buenos Aires aprovou uma lei na qual establece que 1% dos cargos públicos devem ser ocupados por travestis, transsexuais e transgêneros —que reúnan as condições de idoneidade para os cargos.

Leia matéria completa na CNN. 

 

Buenos Aires Gay: o guia do Aquí me Quedo

buenos aires gay

Importante: As festas mudam de endereço e propostas muito rápido, antes de sair confira sempre o Buenos Aires Gay Guide no Facebook ou em sua página oficial (gayguide.com.ar).

Pedi dicas a  amigas e amigos, que me disseram o seguinte: los miércoles las jolie y los sábados las eyeliner. Para chicos en llamas están tom’s y homo sapiens y para las chicas están rosh, marlene y casa brandon.

Assim que fui atrás e aqui estão! 

1. CASA BRANDON – Luis María Drago 236, Villa Crespo. Eu adoro a Casa Brandon, um espaço comunitário criado pelos organizadores das festas Brandon, onde se pode ver filmes, mostras de arte, escutar boa música, comer, beber. Sempre tem coisa bacana. Consulte a agenda. Web: www.brandon.org.ar

buenos aires gay casa brandon

Casa Brandon

 

2. PEUTEO – Gurruchaga 1867, Palermo. No coração de Palermo, este bar é bastante popular para a “prévia” de Human ou Rheo. Web: www.facebook.com/peuteo

buenos aires gay puteo

3.  SITGES – Av. Córdoba 4119, Palermo. Sitges é um dos maiores bares gays de Buenos Aires. Grupo misto e variado de gays e lésbicas entre 20/30. Shows de transformistas de segunda a sexta e, obviamente, super concorrido nos fins de semana depois da uma da manhã. Está a duas quadras de outro conhecido, o Amerik. Av. Córdoba 4119, Palermo. Web: www.sitgesonline.com.ar/.

4.  FIESTA EYLINER –  Confira a agenda em Facebook: https://www.facebook.com/FiestasEyeliner/

buenos aires gay eyeliner

Buenos Aires Gay: o guia do Aquí me Quedo

5. FIESTA JOLIE – Av. Juan B. Justo 1658, Palermo. Quartas e vésperas de feriados. É a festa LGBT que corta a rotina da semana. Seu lema é “El miércoles es el nuevo sábado”. O lugar é grande e tem duas pistas, com três bares, terraço e sacada. Inclui atuações, stand up, mostras de arte, ciclos de cinema e jogos. Conselho: chegar antes das 2 da manhã porque esta hora se armam filas gigantes.
Facebook: www.facebook.com/fiestajolie

6. HOMO SAPIENS. Gascon 956, Almagro. Bar e Spa. Sala de projeções com poltronas, darkroom, gabinetes íntimos para relax, sauna úmida e seca, duchas, c amas de massagem. Há locker para roupa, tolhas, etc. Web: https://www.facebook.com/hsloungespa/

buenos aires gay toms

7. TOM’S – Viamonte 638 – San Nicolás – Tem bar, cabines de DVD, quarto escuro, sótano.

8. RESTAURANTE PEPO PEPONA  Cabrera 4014, Palermo. Restaurante e bar gay que abriu este ano. Peppo Peponna faz referência ao moedor de pimenta, que costumava fazer parte do de um show do mítico restaurante Inside, do qual Pepo resulta ser o sucessor. Facebook www.facebook.com/pepopeponaresto

9. MILONGA QUEER – Peru, 571. San Telmo. Para dançar ou aprender tango, aberto a todo público. Lindo, bacana, vou sempre quando quero dançar com meninas.  Site: http://buenosairestangoqueer.blogspot.com.ar/. Confira também La Marshall (http://lamarshallmilonga.com.ar) e outras Milongas Gay Friendly.

Buenos Aires Gay: o guia do Aquí me Quedo

milonga queer milongas de buenos aires

10. PRIDE CAFÉ – Balcarce 869, esquina Giuffra, San Telmo.  Este café entra na lista de Buenos Aires Gay por seu pioneirismo. Foi um dos primeiros a colocar a bandeira na porta. Vale uma parada se você está pelo bairro. www.facebook.com/PRIDE-CAFE.

 

5 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *