Milongas perfeitas para o verão

Se você vai para Buenos Aires neste verão, não deixe de conhecer as melhores milongas para dançar ao ar livre,  com o ventinho no rosto ou iluminado pela luz da lua.

Importante: todas as milongas desta lista não cobram entrada, e sim passam o “chapéu” no meio do baile para que a gente colabore com o que pode. Sugiro que todos deixem uma quantia proporcional ao esforço que significa armar tudo isso. Ou seja, um agradecimento de verdade e não moedas.

Milongas ao ar livre: Techos Azules 

A Milonga Techos Azules não é beeeem ao ar livre, mas é como se fosse. FIca num parque e é um dos meus xodós, porque a vi nascer e acompanhei todo o esforço de um grupo de amigos – especialmente Valeria, Laura e Julián – para que ela crecesse e chegasse ao lugar que ocupa hoje, super renomada. O encontro acontece no primeiro e terceiro domingo de cada mês, no hermoso salão Techos Azules do Parque da Cidade, sempre com aulas de tango, música ao vivo e apresentação de bailarinos profissionais. Fica fora da rota turística, mas vale a pena ir a até para curtir este gigante piquenique milongueiro. É bem fácil de chegar (ônibus 101 – 114 – 143 – 150 (Parada Cecilia Grierson) ou Subte Linea E + Premetro (Estación Parque de la Ciudad).

milongas ao ar livre techos azules

Milongas ao ar livre: Patio de Tango – Manzana de las Luces 

A Milonga da Manzana de las Luces foi outra que cresceu muito em 2017 e é um dos melhores lugares para dançar nas sextas-feiras. Ela tem duas áreas – uma parte interna, com dois salões de baile – e uma parte externa, o pátio, que é uma delícia. A milonga acontece no histórico prédio da Manzana de las Luces, bem pertinho da Casa Rosada, no Centro. Importante: é um bailongo que começa e termina cedo. Às 19h começam as aulas e lá pela meia-noite termina a festa.  Sempre tem música ao vivo e entrada é de graça.

Descubra outros posts sobre tango no Aquí me Quedo 

 

Milongas ao ar livre: Practica Parque Patricios

A Práctica Patrícios funciona ao ar livre todo o ano, mas é perfeita para o verão. Foi recentemente declarada de Interesse Cultural pelo Governo de Buenos Aires e é realizada na praça principal do bairro de Parque Patrícios (Subte H) e armada no braço – literalmente – por Jean Pool e equipe. Todos os fins de semana eles levam as cadeiras, o piso, o som e os músicos para garantir que este espaço democrático, bem de bairro, se mantenha ao longo do tempo. Ambiente super informal, com vizinhos mateando ao redor da pista. No finalzinho da tarde, se passa o tradicional “chapéu” e quem puder colabora com alguns pesos. Há classes gratuitas antes da prática. Entrada grátis.  (Praça de Parque Patrícios – SÁBADO – 16h)

 

milongas ao ar livre patricios

Practica Patricios. Foto Horacio Tapia

 

Milongas ao ar livre: La Glorieta

Do outro lado da cidade, em Belgrano, se realiza a milonga La Glorieta – um lugar único para dançar tango em Buenos Aires. Acontece num coreto construído em 1910, antigamente usado por bandas de música, e recentemente reformado. É aberta a todo o público e tem entrada gratuita. Durante o inverno funciona aos sábados e domingos e, no verão, todos os dias.  (11 de Septiembre, entre Sucre e Etcheverria – SÁBADO E DOMINGO)

 

Milongas ao ar livre:  Placita del Panuelo Blanco

O nome oficial é esse, mas todo mundo chama essa milonga de Milonga del Índio, pois ela é organizada por Pedro “El Indio” Benavente, bailarino e professor que há anos comanda o lugar. Se realiza todos os domingos, a partir das 19h, na Plaza Dorrego, em San Telmo.

Enquanto de um lado os donos das bancas de antiquários começam a desarmar seus postos, do outro se monta a pista e se acendem as luzinhas coloridas que indicam que a festa vai começar, mesclando turistas e habituês. Uma delícia para fechar o fim de semana. A entrada é à la gorra, ou seja, você paga o que puder quando passa o chapéu.(PRAÇA DORREGO – DOMINGO)

  milongas ao ar livre placita dorrego

Milongas ao ar livre: Milonga de la Uni

Organizada pelos alunos de terceiro ano do Centro Educativo del Tango de Buenos Aires (CETBA), mais conhecido como Universidade do Tango, em sua sede no bairro de Almagro. Entre setembro e abril, e sempre e quando o tempo permite, a milonga acontece no pátio da escola, ao ar livre. Ambiente acolhedor para quem está aprendendo. Às vezes com música ao vivo, mas sempre com muita alegria e amor. Para dançar tango em Buenos Aires de um jeito diferente!

Endereço: Agrelo 3231 – PRIMEIRA SEXTA DO MÊS

milongas ao ar livre cetba

 

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *