A história por trás do hino argentino na Copa

Brasil, decime qué se siente / tener en casa a tu papá / Te juro, que aunque pasen los años / nunca nos vamos a olvidar / Que el Diego te gambeteó / que Cani te vacunó / que estás llorando desde Italia hasta hoy / A Messi lo vas a ver / la Copa nos va a traer / Maradona es más grande que Pelé
credence tapa

Hit tem 45 anos

A letra é de “Decíme que se siente”, o hino da torcida argentina na Copa do Mundo de 2014. Cada vez dá mais o tom nas festas, se escuta nas arquibancadas e nas ruas.  E até no avião que me levou de Buenos Aires para Porto Alegre, cantada pelo piloto! Um hit!

Mas descobri pelo NUEVO DIARIO WEB que a música não foi estreada nesta Copa: o tema original tem 45 anos! Trata-se de “Bad Moon Rising”, que John Fogherty escreveu para Green River, terceiro ábum de estudio de Creedence Clearwater Revival.

A música debutou como single em 1969 e  chegou ao segundo posto no ranking da Billboard.

A letra original fala de uma “má lua”, que traz problemas como relâmpagos, terremotos e furacões.  E já foi gravada por mais de 20 artistas de diferentes estilos. Em algum momento da última década foi descoberta pelos torcedores. Um dos primeiros a usar foram os de San Lorenzo de Almagro.

Dizia assim: “vengo del barrio de Boedo, barrio de murga y carnaval / te juro que en los malos momentos, siempre te voy a acompañar”. Mas Boca e Nuñez também a adotaram.

Fiquem com a versão original e duas das versões.

 

1 Comment

  • Patricia disse:

    Humm! Legal! Mas na letra continua a disputa, a pendenga, a implicância entre Pelé e Maradona. E foi criada há 45 anos. Assim como o hino de guerra “Eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor”, cantada até hoje, mas foi criada por Nelson Biasoli, antes da ditadura e só passou pela censura em 1979.
    bjooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *